Outras curiosidades

1 –

O animal mais prolífico da natureza é o rato. As fêmeas dão entre três e seis ninhadas por ano. Um só casal, ao fim de três anos, pode dar origem a dez gerações. É por isso que o rato é o animal preferido nas pesquisas genéticas de laboratórios.

2 –

No século III antes de Cristo, Erastóstenes mediu o raio da Terra sem utilizar qualquer tipo de instrumentos de precisão. O valor que ele calculou esta errado em apenas 1% do valor determinado pela alta tecnologia dos nossos dias.

3 –

1 litro de mercúrio pesa aproximadamente 18 Kg.

4 –

Nenhum pedaço de papel pode ser dobrado ao meio mais de 7 vezes.

5 –

17:00 – é a melhor hora do dia para fazer amor se quiser ter filhos, de acordo com um estudo realizado em Itália.

6 –

Os CDs foram concebidos para comportar 74 minutos de musica porque essa é a duração da Nona Sinfonia de Beethoven.

7 –

O abre-latas foi inventado 46 anos depois das latas terem sido inventadas.

8 –

O isqueiro foi inventado antes do fósforo.

9 –

Uma pepita de ouro puro do tamanho de uma caixa de fósforos, pode ser esmagada e alisada numa fina folha do tamanho de um campo de tênis.

10 –

Em caso de perigo, as doninhas orientam o traseiro na direção do atacante e pulverizam-no com um liquido mal-cheiroso. Para alem do seu desagradável odor sulfuroso, a substancia causa uma irritação intensa e até cegueira temporária, se entrar em contato com os olhos.

11 –

A maneira mais fácil de diferenciar um animal carnívoro de um herbívoro é olhando para os seus olhos. Os carnívoros (cães, leões) possuem os olhos na parte da frente da cabeça, o que facilita a localização do alimento. Já os herbívoros (aves, coelhos) possuem os olhos do lado da cabeça para perceber a aproximação de um possível predador.

12 –

Foi recentemente descoberto numa missão espacial que os sapos conseguem vomitar. Primeiro, eles vomitam o estomago inteiro. Depois, usam os braços para remover todos os conte?dos do estomago. Finalmente, voltam a engolir o estomago.

13 –

Milhões de arvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde as esconderam.

14 –

O governo da Malásia decidiu resolver o problema dos mosquitos que carregavam inúmeras doenças, deitando o veneno DDT nas áreas infestadas. Isto funcionou, mas depois, as baratas começaram a comer os mosquitos mortos. O lagartos da região comeram as baratas. Contudo, ainda havia uma quantidade residual de veneno nas baratas, mas os lagartos não morreram. Em vez disso, tornaram-se incrivelmente lentos. Deste modo, os gatos começaram a comer os lagartos (que eram bastante rápidos para fugir dos gatos antes de comerem as baratas). O veneno dos lagartos matou os gatos, e, quando não há gatos, os ratos multiplicam-se. Isto levou a Organização Mundial de Saúde a banir o DDT e a importar milhares de gatos para matarem os ratos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: