Records estranhos

Espanhóis fazem o maior salgado do mundo

Centenas de pessoas reuniram-se na Praça de San Marcelo, em Madrid, Espanha, para comer uma empanada de 209,8 metros de comprimento. O salgado, preparado pela associação de comerciantes locais, garantiu à cidade pelo segundo ano consecutivo a inscrição no livro Guinness dos recordes como o maior do mundo.
Quinhentos quilos de farinha, 200 de manteiga, 250 de atum, 200 litros de azeite e 100 de vinho branco foram usados para preparar a empenada. Comandada por um padeiro, uma equipa de dez pessoas trabalhou sem parar por dez dias na cozinha.
O presidente da associação de comerciantes, Manuel Trobajo, revelou que a ideia de se fazer a empanada surgiu depois de os moradores saberem de uma iniciativa semelhante na Alemanha. No ano passado, eles tinham já garantido o lugar no Guinness com uma empanada de 202 metros.
Os alemães, porém, avisam: ainda este ano pretendem fazer um salgado de 250 metros.
 

Mexicano bate recorde tocando bateria por 38 horas

 
O jovem mexicano Fernando Zavala entrou no livro dos recordes, por ter tocado bateria durante mais de 38 horas seguidas, na Cidade do México.
Zavala, de 31 anos, bateu o recorde mundial ao chegar à 36ª hora sem parar de tocar, mas decidiu continuar na bateria por mais duas horas.
O músico fez descansos de 15 minutos a cada oito horas de trabalho, seguindo as regras estabelecidas pelo Guinness, depois de ter se preparado por sete meses para atingir a meta. Zavala interpretou mais de 520 músicas sem fraquejar.
Depois de ter alcançado o seu objetivo, o músico disse que pretende estabelecer um novo recorde no ano que vem, reunindo mais de mil baterias na Plaza del Zócalo (na cidade do México), uma das maiores do mundo.

Bebé de 13 meses nada 100 metros por semana

 
Aimee Gowans, um bebé inglês de apenas 13 meses, ainda não sabe falar nem andar, mas já conseguiu aprender uma tarefa que muitos adultos não realizam durante toda a vida. Ela aprendeu a nadar. Acompanhada da mãe Christine, a pequena Aimee percorre 50 metros cada vez que entra na piscina. “A Aimee adora nadar. Assim que ela chega à piscina, um sorriso enorme abre-se no seu rosto. As outras pessoas na água ficam simplesmente chocadas”, contou a mãe ao jornal inglês The Sun.
“Nós nadamos duas vezes por semana e ela fica feliz de nadar sozinha, sem minha ajuda”, disse Christine. Christine e seu marido Andy levaram Aimee à piscina pela primeira vez quando o bebé tinha apenas seis meses. Aimee já demostrava o seu amor pela água nos primeiros banhos.

Tartaruga ganha bolo ao fazer 260 anos

 
As velinhas de um bolo de aniversário foram acesas no jardim zoológico do Cairo, no Egipto, para comemorar o aniversário daquela que se acredita ser a tartaruga mais velha já conhecida. Funcionários do zôo dizem que a tartaruga gigante das ilhas Galápagos completou 260 anos. Nasceu, segundo eles, em 1742, num mês não definido.
A idade, porém, está sendo contestada pelo livro Guinness dos recordes. Oficialmente, a tartaruga mais velha que já viveu foi um animal de Madagáscar, que nasceu em 1777 e morreu em 1965, aos 188 anos.
O Guinness informou que ainda não foi contactado pelo zôo do Cairo, mas que se houver provas da idade, a tartaruga será reconhecida como a mais velha.

Cidade italiana terá o maior nariz de Pinóquio

 
O personagem de “Pinóquio” é o protagonista da campanha “Peruggia, uma cidade para Pinóquio”. Para a realização da iniciativa, uma das ruas de pedestres transformou-se, em palco para um nariz de 200 metros, possivelmente o mais comprido do mundo.
A enorme cabeça de sete metros do personagem, famoso porque a cada mentira que contava o nariz crescia, ficará numa das praças principais da cidade.
Ao mesmo tempo que os visitantes passeiam debaixo do gigantesco nariz, poderão participar num concurso de mentiras. Através de cartolinas que serão distribuídas pelas ruas e do site aberto para a ocasião, os cidadãos terão a possibilidade de escrever a maior mentira que já ouviram, sem disputar nenhum prémio.

Acha que está frio? Imagine o que são 29 graus negativos e sem roupa

Jin Songhao, um chinês de 48 anos, bateu o recorde mundial de resistência a temperaturas frias extremas, ao passar quatro horas nu a 29 graus abaixo de zero. Jin, bateu o recorde anterior – três horas e 46 minutos – que ele mesmo estabeleceu em 2000.
Após a sua proeza, Jin, disse que passou os últimos 12 anos da sua vida a treinar para resistir ao duro Inverno da região, que por sua proximidade à Sibéria pode chegar a temperaturas de até 40 graus abaixo de zero. Jin afirma que todos os dias corre nu por dois ou três quilómetros e toma banho em águas geladas.
Ele também destaca que a dieta que segue, baseada em carne de cordeiro, mel e maçãs, lhe ajuda a ser mais resistente às baixas temperaturas. Os habitantes de Harbin, a cidade na qual vive o singular personagem, comentam que ficam sempre surpreendendidos quando o vêm no Inverno pela rua, porque enquanto eles vestem grossos casacos, ele usa só uma camisa e um casaco.
 

“Noivos” mais jovens da história foram casados para encerrar disputa de terras

 
Em 1986, na aldeia de Aminpur, Bangladesh, para dar um fim a um conflito por terras que já durava 20 anos e tinha causado algumas mortes, duas família resolveram casar dois dos seus membros. Particularidade: o “noivo” tinha 11 meses de idade, a “noiva” 3 meses. O facto está registado no recordes do Guiness.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: